Pesquisar
Close this search box.

Financiamento para pequenas empresas: linhas de crédito para impulsionar os seus negócios

By: newscreditmoney.com
17 de novembro de 2023

O papel desempenhado pelo financiamento para pequenas empresas é importantíssimo, pois possibilita o acesso ao crédito, uma barreira frequentemente enfrentada por empreendedores no Brasil. Conforme as estatísticas da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL), aproximadamente um terço dos micro e pequenos empresários se depara com obstáculos ao procurar linhas de crédito. Entre os desafios mais comuns, se destacam a excessiva burocracia, as exigências dos bancos e as elevadas taxas de juros.

Em contrapartida, para além das instituições financeiras tradicionais, o mercado dispõe de diversas modalidades de crédito aptas a atender às necessidades dos empreendedores. Seja para iniciar um negócio, investir em equipamentos, obter capital de giro ou saldar dívidas, proporcionando a estabilidade necessária no mercado, essas opções representam o suporte indispensável.

Neste post, acompanhe de perto e descubra a abordagem mais eficaz para impulsionar o seu empreendimento. Boa leitura!

Alternativas de financiamento para pequenas empresas

Existem diversas alternativas de financiamento projetadas para auxiliar as pequenas empresas, com taxas de juros acessíveis e bons prazos de pagamento. A seguir, confira as opções disponíveis no mercado, avaliando cuidadosamente qual delas melhor se adequa às demandas específicas da sua empresa.

Empréstimo assegurado

No empréstimo com garantia, o cliente coloca um bem como garantia para assegurar o pagamento das parcelas à instituição financeira. Modalidades comuns incluem o empréstimo com garantia de veículo e o empréstimo com garantia de imóvel.

Ao oferecer uma garantia, o empresário reduz as chances de inadimplência, permitindo que a instituição financeira ofereça taxas de juros mais acessíveis e prazos mais estendidos para pagamento.

Quando se realiza uma comparação, é possível examinar as taxas médias praticadas em outras modalidades de crédito utilizadas. No cenário do cheque especial, por exemplo, as taxas de juros orbitam em torno de 11,3% ao mês. Já no que diz respeito ao empréstimo pessoal, a taxa média é de 6,3% ao mês, conforme dados disponibilizados pelo Banco Central.

VEJA TAMBÉM Dificuldade para conseguir crédito? O empréstimo na conta de luz pode ser a solução

Crédito para capital de giro: financiamento para manter o negócio funcionando

O crédito para capital de giro é uma excelente opção para empresas menores que precisam de dinheiro para pagar as contas diárias do negócio, conhecida como empréstimo para capital de giro.

No Brasil, de acordo com o IBGE, seis em cada dez empresas fecham nos primeiros cinco anos. Um estudo do Sebrae e da Fundação Getúlio Vargas em 2016 mostra que uma das razões para isso é a falta de dinheiro para cobrir despesas essenciais do negócio, como salários, fornecedores e aluguel.

Ao optar por esse tipo de crédito, o dono do negócio não precisa onde e como vai utilizar o dinheiro quando faz o pedido. Além disso, é possível escolher pagar a cada dois meses, a cada seis meses ou pagar tudo no final do acordo.

Em vista disso, é bom lembrar que esse crédito é mais adequado para resolver problemas a curto prazo, já que o tempo médio para pagar é de 12 meses. Para conseguir esse crédito, você pode ir direto no banco onde tem sua conta ou procurar empresas especializadas em crédito para empresas.

VEJA TAMBÉM 10 opções confiáveis de empréstimo pessoal online

Parceria direta para pequenas empresas

Uma opção em ascensão para o financiamento de pequenos negócios é o peer-to-peer (P2P), uma abordagem que tem conquistado espaço no Brasil nos últimos anos. Essa alternativa conecta diretamente quem busca crédito a investidores por meio de plataformas digitais.

Nesse tipo de financiamento, os investidores, sejam eles pessoas físicas ou jurídicas, têm a oportunidade de emprestar dinheiro diretamente para a empresa, eliminando a necessidade de mediação por parte de uma instituição financeira.

Dessa forma, a avaliação do risco associado à transação é conduzida pelas próprias plataformas, que examinam o perfil financeiro da empresa que busca o empréstimo. Cada investidor pode optar por disponibilizar uma parte ou o valor total do empréstimo, permitindo o compartilhamento do risco da operação.

Receba agora, pague depois

A antecipação de recebíveis é uma modalidade de empréstimo online que possibilita que a empresa receba seus lucros de forma antecipada. Esse processo geralmente é menos burocrático e é adotado por empresários que ainda não dispõem de capital de giro.

Ao antecipar pagamentos que a empresa tem a receber, os próprios recebíveis futuros servem como garantia, resultando em taxas de juros mais baixas e crédito mais acessível e econômico.

Porém, é importante destacar que essa é uma alternativa de curto prazo, recomendada para lidar com despesas urgentes do negócio, e deve ser utilizada com cautela para evitar impactos negativos no fluxo de caixa da empresa.

Para solicitar essa modalidade, basta procurar um agente financeiro que ofereça essa opção de crédito, como bancos, financeiras, factorings (empresas de fomento mercantil), Fundos de Investimentos em Direitos Creditórios (Fidc), operadoras de cartão de crédito e fintechs especializadas em crédito.

Instituições de crédito cooperativo

As cooperativas de crédito oferecem produtos semelhantes aos de uma instituição financeira tradicional, abrangendo desde cartões de crédito até financiamentos e empréstimos para capital de giro. Seu foco principal é estimular o desenvolvimento regional por meio da participação ativa da comunidade.

Essa cooperativa usufruem de isenções tributárias, como CSLL (Contribuição Social sobre o Lucro Líquido), PIS (Programa de Integração Social) e Cofins, devido ao seu status de organização sem fins lucrativos. Essa característica resulta em condições de crédito mais vantajosas para os membros.

Para ter acesso ao crédito, é necessário ser membro da cooperativa e adquirir uma cota, além de participar ativamente das decisões por meio de assembleias como sócio. Esse engajamento direto fomenta a colaboração e o fortalecimento mútuo dentro da comunidade.

O microcrédito pode ajudar a transformar sonhos em realidade

O microcrédito se trata de uma modalidade de empréstimo direcionada a pessoas físicas e microempreendedores que buscam iniciar ou expandir seus negócios. Essa opção visa atender tanto empreendedores formais, como os Microempreendedores Individuais (MEIs) e pessoas jurídicas, quanto informais, enfrentando desafios no acesso a empréstimos convencionais.

Por meio do microcrédito, cada empreendedor tem a possibilidade de captar até 20 mil reais, proporcionando um impulso essencial para suas iniciativas. As vantagens incluem taxas de juros reduzidas, isenção de IOF (Imposto sobre Operações Financeiras) e um processo de aprovação simplificado.

Adicionalmente, o empreendedor pode escolher o Microcrédito Produtivo Orientado (MPO), especialmente disponível para Empresas de Pequeno Porte (EPPs) com faturamento de até 200 mil reais por ano e Microempreendedores Individuais (MEIs).

Nesse formato, o agente financeiro não apenas concede o capital, mas também oferece orientação ao empresário, focalizando no uso consciente do dinheiro para promover a expansão e a saúde financeira do negócio.

Financiamento empresarial do BNDES

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) oferece uma solução de financiamento governamental dedicada às pequenas empresas, com linhas de crédito exclusivas para micro e pequenos empresários.

O BNDES Crédito Pequenas Empresas opera por meio de agentes financeiros credenciados, que proporcionam limite de crédito máximo de 500 mil reais por cliente a cada 12 meses. O período de pagamento pode se estender até 60 meses, com uma carência de 2 anos. A taxa média de juros, que engloba a remuneração do BNDES e do agente financeiro, é de 1,3% ao mês.

Adicionalmente, o BNDES apresenta um cartão de crédito específico para aquisição de máquinas, equipamentos, veículos e outros bens de produção diretamente de fornecedores credenciados. Essa linha de crédito está disponível para micro, pequenas e médias empresas, permitindo financiar até 100% do valor do bem, com o prazo de pagamento variando entre três e 48 prestações mensais.

Juros nos financiamentos para pequenas empresas

Compreender o mecanismo dos juros em financiamentos é essencial para qualquer empreendedor. À medida que aumenta o risco do investimento, as taxas de juros também crescem. Este é um aspecto fundamental a ser cuidadosamente analisado, evitando que a busca por financiamento represente uma ameaça à estabilidade financeira da empresa.

A taxa de juros é impactada por diversos fatores, incluindo a inflação, os custos administrativos associados à transação e a conhecida taxa Selic (Sistema Especial de Liquidação e Custódia), utilizada pelo Banco Central ao conceder empréstimos às instituições financeiras. Quando a taxa Selic está em um patamar mais baixo, se torna viável obter financiamentos com juros mais vantajosos, resultando em parcelas menores e reduzindo o risco de inadimplência.

O que avaliar antes de contratar financiamento para pequenas empresas?

Ao buscar financiamento, independentemente do porte da empresa, é fundamental que os empreendedores considerem algumas questões vitais antes de tomar qualquer decisão. O planejamento desempenha um papel importantíssimo em qualquer escolha que impacte a saúde financeira do negócio.

Dessa forma, realizar pesquisas detalhadas e comparar taxas e condições de empréstimo em diversas instituições financeiras se torna uma prática indispensável. Este processo visa encontrar a solução mais adequada às necessidades específicas da empresa, garantindo uma escolha informada e benéfica para o seu desenvolvimento.

VEJA TAMBÉM Saiba como garantir a aprovação do seu empréstimo empresarial

Quem leu esse artigo também leu esses artigos!

0